Recall mundial da Toyota inclui 38 mil veículos no Brasil

Marcelo Moreira

13 de outubro de 2012 | 08h30

A partir do dia 25, os proprietários de 38.049 automóveis da montadora japonesa Toyota terão de recorrer a uma das oficinas credenciadas pela empresa para corrigir um defeito no botão de acionamento do vidro elétrico da porta dianteira esquerda dos modelos Corolla, RAV4 e Camry, fabricados entre 1º de setembro de 2006 e 19 de dezembro de 2008.

A ação faz parte do recall global recall global de 7,4 milhões de carros anunciado na quarta-feira pela matriz da companhia.

Esta é a oitava vez que a Toyota anuncia um recall no País pelo menos desde 2005, conforme uma listagem no site do Procon-SP. O último foi recente: aconteceu em 2 de agosto, e incluiu os modelos RAV-4 fabricados entre 1º de outubro de 2005 a 31 de agosto de 2010. Na ocasião, a montadora convocou os consumidores para reparar problemas na suspensão dos automóveis.

Desta vez, o defeito no acionamento dos vidros elétricos pode causar, conforme a montadora, derretimento dos componentes internos do interruptor, “com produção de fumaça”. A Toyota divulgou que o potencial risco de incêndio e a interrupção do funcionamento do vidro elétrico são “muito baixos”.

A Toyota divulgou que o atendimento deverá ser agendado pelo proprietário do veículo e que, nas oficinas, o dispositivo será verificado. Haverá “aplicação de graxa apropriada para o componente em questão”. O componente só será substituído “em casos específicos, se necessário”.

O prazo para o recall é de 12 meses. O Procon-SP alerta que, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito, o veículo que não for reparado ou inspecionado terá a informação lançada no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo.

Tudo o que sabemos sobre:

Toyota

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.