Queda em escala rolante defeituosa rende indenização

Marcelo Moreira

26 de março de 2012 | 16h43

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre a indenizar em R$ 6 mil por danos morais e materiais, uma consumidora que fraturou o tornozelo após ter caído em escada rolante que não estava funcionando.

A usuária contou que dirigiu-se para escada rolante e ao constatar que a mesma não estava funcionando, tentou retornar, mas ela acabou caindo ajoelhada no chão. Após esperar uma hora e meia, a empresa prestou atendimento e a orientou apenas a ir para o hospital.

Tudo o que sabemos sobre:

indenização

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: