Procon: ovos de Páscoa estão 5,79% mais caros em SP

Marcelo Moreira

26 de março de 2010 | 17h23

GUSTAVO URIBE – AGÊNCIA ESTADO

Os ovos de Páscoa na cidade de São Paulo estão em média 5,79% mais caros em relação a 2009, mostra levantamento divulgado hoje pela Fundação Procon-SP. A variação supera a inflação do período, de 5,05%, medida pelo IPC da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

O reajuste é ainda maior nos preços de outros produtos pascais. Os bolos subiram 7,24% e os bombons, 9,72%. No ano passado, a variação de preço dos ovos em relação a 2008 chegou a 12%, reajuste quase duas vezes superior ao IPC do período (6,2%).

A pesquisa do Procon-SP também apurou as diferenças de preço de um mesmo produto nos estabelecimentos comerciais da capital paulista. Entre os 157 itens pesquisados, a maior variação observada foi a do ovo Trakinas Meio a Meio com brinquedo, da marca Lacta, que em um supermercado na zona oeste custa R$ 18,98 e em outro na zona leste é encontrado por R$ 9,99, uma diferença de 90%.

A variação de preço da colomba pascal da marca Village Maior chegou a 68,09% (de R$ 7,49 para R$ 12,59). Nas caixas de bombom, a diferença foi de 80%.

O Procon-SP recomenda aos consumidores que fiquem atentos às especificações nas embalagens dos produtos, como prazo de validade, composição e peso líquido do produto. Quando há brindes, a embalagem deve conter o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e a faixa etária para qual são indicados.

Tendências: