Procedimentos da ANS são contestados

Marcelo Moreira

21 de maio de 2009 | 22h20

ELENI TRINDADE – JORNAL DA TARDE

Embora as empresas Itálica Saúde e Ana Costa tenham sido selecionadas pela ANS para assumir a carteira de clientes da Avimed, entidades de defesa do consumidor não concordam com os procedimentos adotados pela agência reguladora.

O Idec enviou carta à ANS pedindo esclarecimentos e informou que ainda não recebeu resposta.

A Pro Teste divulgou comunicado destacando que apenas a continuação da cobrança do valor atual das mensalidades não resolve os problemas de atendimento, pois a Itálica foi escolhida para ofertar seus produtos aos clientes da Avimed mesmo já tendo recebido nota baixa na última avaliação da agência.

A entidade enviou ofício à ANS pedindo que a agência amplie o prazo de opção pelos novos contratos de 15 para 60 dias.

De acordo com Luciana Silveira, diretora adjunta de Normas e Habilitação de Operadoras da ANS, no processo de transferência de carteira a Itálica não cumpriu os requisitos, mas agora a situação mudou. “A operadora mostrou que tem condições financeiras, pois fez um aporte financeiro.”

De acordo com Carlos Campos, assessor da diretoria da Itálica, a empresa sempre apresentou a documentação exigida pela ANS no período de tentativa de compra da carteira.

“O aporte de capital foi feito pelas sócias (donas) da Itálica, é uma prática comum.” Os consumidores interessados em assinar contratos com a Itálica devem ligar para 0800-777-5500 ou 4002- 1565.

Já os telefones de contato do Plano de Saúde Ana Costa são (13) 3285-1200 e 0800-7708708.