Posto vende combustível adulterado e é condenado

O Posto Extra de Cotia, do Grupo Pão de Açúcar, terá de indenizar um consumidor em R$ 20 mil por vender combustível adulterado. Assim que o cliente abasteceu o carro, o mesmo apresentou problemas e só voltou a funcionar com a troca do combustível. O caso foi julgado na 30ª Vara Cível de São Paulo.

Marcelo Moreira

27 de outubro de 2010 | 13h00

O Posto Extra de Cotia, do Grupo Pão de Açúcar, terá de indenizar um consumidor em R$ 20 mil por vender combustível adulterado. Assim que o cliente abasteceu o carro, o mesmo apresentou problemas e só voltou a funcionar com a troca do combustível. O caso foi julgado na 30ª Vara Cível de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:

ExtraindenizaçãoPão de Açúcar

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.