Planos de saúde: multa mesmo após ajustes

Com o novo mecanismo de conciliação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), as operadoras de planos de saúde poderão ser multadas mesmo se ajustarem suas condutas no prazo e autorizarem procedimentos médicos após a denúncia do cliente que teve a cobertura negada

Marcelo Moreira

24 de junho de 2010 | 22h02

 Com o novo mecanismo de conciliação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), as operadoras de  planos de saúde poderão ser multadas mesmo se ajustarem suas condutas no prazo e autorizarem procedimentos médicos após a denúncia do cliente que teve a cobertura negada.

A punição ocorrerá se for comprovado dano à saúde do paciente. O prazo para a solução do caso será de  cinco dias  a partir de agosto. Hoje, processos abertos levam até 90 dias. A ANS diz que não mudará sua estrutura de  atendimento  para acelerar a apuração de denúncias  e que está apta para a demanda dos clientes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: