Pense muito antes de comprar no site da Ricardo Eletro

Marcelo Moreira

22 de novembro de 2011 | 20h18

A loja virtual da Ricardo Eletro é um exemplo de péssimo serviço e de atendimento, ou melhor de falta de atendimento. Vende, não entrega e ignora o consumidor. É uma emrpesa que, por sua vez, tem de ser descartada pelos consumidores. Leia o caso abaixo:

“Comprei um leitor de DVD e uma cafeteira no dia 29 de abril com a intenção de dá-los de presente no Dia das Mães. Como não recebi o pedido até dia 6 de maio, dois dias antes da data comemorativa, recebi apenas o DVD. Entrei em contato com a Serviço de Atendimento ao Consumidor para saber o que aconteceu com a outra parte do pedido, mas não fui atendido. Enviei uma mensagem no site da empresa e mais uma vez fiquei a ver navios. Consegui falar com uma atendente apenas no dia 15 de maio, ocasião em que solicitei o estorno do valor da cafeteira, já que não a recebi. Desde então, cobro esta devolução semanalmente e a empresa se limita a informar que está à espera do retorno do produto da transportadora.

Cansado de obter respostas vazias, pedi para falar com um responsável, mas eles disseram que não havia ninguém com este perfil. Tentei obter uma solução junto à ouvidoria, mas a empresa também não tem este departamento. Será que só receberei meu dinheiro de voltas e pedir auxílio aos órgãos de defesa do consumidor? E será que vou conseguir por um ponto final nesta questão que se arrasta há seis meses antes do Natal?

Edson Mokiu Yabiku, SÃO PAULO

COMENTÁRIO DA REDAÇÃO: A empresa não respondeu o contato do Jornal da Tarde. O problema não foi solucionado até o momento. O leitor entra em contato com a empresa toda semana, mas não consegue descobrir quando esta depositará o valor da cafeteira. Por isso, ele recorreu ao Procon, mas ainda nem assim obteve resposta da Ricardo Eletro.

COMENTÁRIO DO ADVOGADO DE DEFESA: A empresa não responder à reclamação enviada pelo JT é a prova de que se trata de fornecedor que não está nem aí com o consumidor. Empresa que lesa e nem mesmo digna a atender e informar o cliente, não merece a confiança deste. O problema deve ser levado ao Juizado Especial Cível, para que seja condenada a reparar o prejuízo econômico, além do dano moral por enrolar e enganar o consumidor, como se nada temesse.

Tudo o que sabemos sobre:

Ricardo Eletro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.