ONG denuncia promoção para crianças

Marcelo Moreira

22 de outubro de 2008 | 22h07

SAULO LUZ – JORNAL DA TARDE

Estimular as crianças a consumir de forma excessiva de alimentos com pouco valor nutritivo. Essa é a denúncia que o Instituto Alana encaminhou à Fundação Procon-SP nesta semana contra a Dr. Oetker, multinacional alemã do setor de doces.

A representação acusa a empresa de abuso e de incentivar o público infantil a consumir alimentos para colecionar as mochilas em formato de animais da promoção “Zoobremesas”.

Para o Projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana, a estratégia de mercadológica dirigida a crianças que estimula o consumo excessivo de alimentos pouco nutritivos esse é mais um caso de abuso da indústria alimentícia.

“Não é a primeira vez que fazemos representação contra esse tipo de promoção. Recebemos denúncias e também fazemos um monitoramento de todo tipo de publicidade relacionada ao consumo e direcionada para crianças”, explica Isabella Henriques, coordenadora geral do Projeto Criança e Consumo.

A promoção, que teve início em 16 de setembro e vai até o dia 22 de novembro, tem sido divulgada nos intervalos comerciais televisivos, inclusive durante programação infantil.

No comercial de TV é servido um banquete de guloseimas(gelatinas, bolos e pudins) para um grupo de crianças numa expedição arqueológica. Enquanto os pequenos se apressam a comer todos os doces, o filme publicitário narra que, “na compra de cinco produtos da empresa Dr. Oetker mais uma quantia de R$ 7,99, o consumidor ganha uma mochila animal!”

Para Isabela, a promoção faz com que o público infantil passe a consumir os produtos da empresa para conseguir objetos ofertados e não por necessidade ou qualidade dos alimentos. “A criança tem mais dificuldade para entender a publicidade e vai pedir para os adultos de forma insistente para adquirir todas as cinco mochilas.”

Para completar a coleção das cinco mochilas de pelúcia – nas formas de hipopótamo, tamanduá, macaco, jacaré e cobra –, é preciso comprar 25 produtos da empresa.

Além da campanha veiculada na TV, a empresa incentiva a visita às duas comunidades da promoção no site de relacionamento Orkut. “O Orkut é um site notadamente voltado ao público maior de 18 anos”, diz Isabela.

A Fundação Procon-SP confirma o recebimento da representação e informa que está em análise. Já a Dr. Oetker informa através de nota que não recebeu notificação alguma do Procon quanto ao assunto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.