Nome sujo indevidamente rende indenização

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o Banco Nossa Caixa a indenizar uma consumidora que teve o nome inscrito no Serasa. Após ter o cartão furtado, a cliente comunicou o ocorrido ao banco, que mesmo assim lançou na fatura compras que a consumidora não fez. Ela receberá R$ 6 mil por danos morais

Marcelo Moreira

26 de novembro de 2010 | 13h01

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o Banco Nossa Caixa a indenizar uma consumidora que teve o nome inscrito no Serasa. Após ter o cartão furtado, a cliente comunicou o ocorrido ao banco, que mesmo assim lançou na fatura compras que a consumidora não fez. Ela receberá R$ 6 mil por danos morais.

Tudo o que sabemos sobre:

indenizaçãoNossa Caixa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.