Nome sujo indevidamente rende indenização

Marcelo Moreira

23 de julho de 2011 | 16h55

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) condenou a empresa de TV por assinatura Cable Bahia a indenizar um consumidor em R$ 5 mil. A empresa colocou, de forma indevida, o nome do cliente em cadastro de inadimplentes, mas ele jamais teve qualquer relação comercial com a empresa.

Tudo o que sabemos sobre:

indenização

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.