Nome sujo indenvidamente rende indenização

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina condenou a Loja Marisa a indenizar em R$ 7 mil por danos morais uma cliente que teve o nome inscrito indevidamente no rol de pessoas inadimplentes do SPC. Um falsário assumiu a identidade da consumidora e adquiriu o cartão de crédito da loja, contraindo diversas dívidas

Marcelo Moreira

11 de maio de 2011 | 16h31

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina condenou a Loja Marisa a indenizar em R$ 7 mil por danos morais uma cliente que teve o nome inscrito indevidamente no rol de pessoas inadimplentes do SPC. Um falsário assumiu a identidade da consumidora e adquiriu o cartão de crédito da loja, contraindo diversas dívidas.

Mais conteúdo sobre:

indenizaçãoLojas MarisaMarisa