Nome não se empresta

crespoangela

05 Dezembro 2006 | 00h33

Texto de Maíra Teixeira

Um dia, um amigo faz a proposta: “Preciso comprar um carro, mas o meu nome está sujo. Você pode comprar no seu nome e eu pago?”É fácil prever que essa história não vai acabar bem. Prova disso é o levantamento feito pela Associação Comercial de São Paulo, órgão que abriga a Central de Serviço de Proteção ao Crédito (conhecido como SPC). Realizada em setembro, a pesquisa revela que a segunda razão de inadimplência no Estado é o “empréstimo” do nome para terceiros; ficando atrás apenas do desemprego.