Negociação de dívida é possível. Procure o credor para o acordo

Marcelo Moreira

14 de agosto de 2008 | 21h20

O primeiro passo para quem estiver com dificuldades para pagar as faturas do cartão de crédito, de um financiamento ou de taxas de manutenção, é tentar refinanciar a dívida. Para isso, procure o credor e encaminhe uma proposta por escrito.

Se houver acordo, informe-se sobre as mudanças de valores porque, com a alteração no número de parcelas, mudam as taxas de juros aplicadas ao total.

Caso o nome do consumidor tenha sido incluído em cadastros de inadimplentes, após o pagamento da primeira parcela ele deve ser retirado imediatamente da lista.

Quando não houver acordo, ou se o consumidor não concordar com os valores cobrados, pode entrar na Justiça com uma ação revisional do contrato firmado com a empresa credora.

Enquanto a questão é discutida no Judiciário, o nome do consumidor deve ser imediatamente retirado do cadastro de inadimplentes. Se isso não for feito, o consumidor pode até pedir reparação por danos morais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.