Motor adulterado rende indenização

A Câmara Especial Regional de Chapecó, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) condenou a revendedora de carros Chemin, Moliani & Parisotto Comércio de Veículos Automotores a devolver R$ 14,5 mil a um consumidor. Ele processou a loja após descobrir que o carro que havia comprado tinha motor adulterado.

Marcelo Moreira

28 de outubro de 2010 | 12h33

A Câmara Especial Regional de Chapecó, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) condenou a revendedora de carros Chemin, Moliani & Parisotto Comércio de Veículos Automotores a devolver R$ 14,5 mil a um consumidor. Ele processou a loja após descobrir que o carro que havia comprado tinha motor adulterado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.