Medial Saúde: continuam os problemas

Marcelo Moreira

09 de abril de 2010 | 18h52

A fusão entre a Medial e Amil continua causando transtornos aos consumidores. É o caso de Paulo da Silva Bueno, de Caieiras (SP):

“Sou conveniado da Medial e, ao tentar agendar uma consulta médica em minha cidade, fiquei sabendo que, após a união da Medial com a Amil, foram descredenciadas várias clínicas e consultórios na minha região. Agora tenho de esperar pelo menos 40 dias para ser atendido em dois postos de atendimento.”

 RESPOSTA DA MEDIAL: A Medial Saúde entrou em contato com o sr. Paulo da Silva Bueno para prestar esclarecimentos e informar que periodicamente realiza alterações em sua rede credenciada, com o objetivo de trazer ainda mais conforto e qualidade aos serviços prestados, reafirmando o compromisso da empresa com a saúde e o bem-estar de cada um de seus clientes. As mudanças estão de acordo com as determinações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

COMENTÁRIO DA REDAÇÃO: A problema não foi solucionado e o leitor mudará de empresa.

COMENTÁRIO DO ADVOGADO DE DEFESA: Infelizmente é permitido o descredenciamento da rede hospitalar, mas isso só pode ocorrer com informação prévia ao consumidor e à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Mais: uma vez retirado algum hospital da rede, outro de igual capacidade deve ser oferecido ao conveniado. 

Tudo o que sabemos sobre:

AmilMedial

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.