Mais de 1 milhão já pediu a migração na portabilidade numérica

Marcelo Moreira

10 de abril de 2009 | 19h58

PAULO DARCIE – JORNAL DA TARDE

Na madrugada da última quinta-feira, à meia-noite, chegou a 1.010.680 o número de pedidos de portabilidade numérica – troca de operadora de telefonia com manutenção do número – no Brasil. Desse total, 703.178 solicitações de migração já foram concluídas.

Os usuários de telefones móveis, no entanto, são os que mais têm procurado a troca: 474.011 (67% do total) dos pedidos foi para móveis, enquanto 229.167 (33%) para usuários de telefones fixos.

Os números foram coletados pela ABR Telecom, entidade administradora da portabilidade, e correspondem ao total de pedidos desde 1º de setembro de 2008, quando a portabilidade foi implementada em regiões de seis estados brasileiros.

A portabilidade está disponível para telefones da região do código de área 11, onde fica a capital paulista, desde dia 2 de março, quando a última leva de regiões foi integrada.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deixou São Paulo por último devido ao volume de linhas instaladas na cidade. Desde então, até a madrugada de quinta-feira, foram requeridas 80.438 migrações de linhas com o código 11, sendo que 54.145 já foram completadas.

O primeiro mês em que usuários do País todo puderam requerer a migração foi também o mês com o maior número de pedidos até hoje: 380.765.

Em março, segundo a ABR Telecom, 92% dos pedidos realizados foram atendidos de acordo com o previsto – em cinco dias úteis, com, no máximo, duas horas de interrupção nos serviços para a conclusão da operação.

O número inclui as solicitações prontas para migrar, mas que estavam aguardando a data regular; os agendamentos feitos para depois dos cinco dias úteis e os cancelamentos feitos por decisão do usuário.

Os outros 8% dos pedidos do mês, os não completados, tiveram como principal causa a problemas com dados cadastrais fornecidos pelos usuários.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.