Loja é condenada por 'sujar' nome de cliente que cancelou compra

Marcelo Moreira

28 de julho de 2009 | 22h53

O 1º Juizado Especial Cível de Brasília condenou a rede de lojas Ponto Frio a indenizar uma consumidora em R$ 3 mil. A cliente cancelou a compra de um videogame em loja da rede por não ter recebido o produto. Mesmo assim, a loja inseriu o nome da consumidora em cadastros de maus pagadores (SPC e Serasa).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.