Loja é condenada por demitir mulher considerada 'feia'

Marcelo Moreira

04 de setembro de 2008 | 22h20

A C&A foi condenada pela Justiça do Trabalho a pagar R$ 30 mil de indenização por danos morais a uma funcionária de uma loja de Curitiba.
Testemunhas confirmaram que a mulher de 38 anos foi demitida por causa da idade e por critérios relacionados à aparência física.

“Ela era bonita do pescoço para cima, e do pescoço para baixo, era feia”, teria dito o chefe de vendas da loja à ex-funcionária, que foi contratada com 28 anos.

A C&A contestou a decisão, mas teve todas as tentativas rejeitadas. A empresa disse que ainda não havia sido notificada oficialmente e que, por isso, não se manifestaria.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.