Lei da Entrega: govverno cobra solução da Americanas.com

Marcelo Moreira

13 de junho de 2011 | 18h26

Gisele Tamamar

O site de comércio eletrônico Americanas.com poderá receber, em última instância, uma multa de até R$ 3 milhões ou ter suas vendas suspensas no País caso não solucione os problemas com atrasos nas entregas, disse Juliana Pereira, diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão ligado ao Ministério da Justiça.

Segundo ela, o portal de vendas, pertencente a B2W, tem dez dias corridos, a partir do recebimento da notificação enviada na quinta-feira pelo DPDC, para prestar esclarecimentos sobre os atrasos. “Se os esclarecimentos não forem suficientes, abriremos um processo administrativo. A empresa está sujeita a várias sanções, conforme o Código de Defesa do Consumidor, que vão da suspensão das vendas do site no País à multa em até R$ 3 milhões”, afirmou.

Juliana evitou dar prazos para a decisão de um eventual processo no DPDC. “Se o Tribunal de Justiça (do RJ) tomou a decisão de suspensão das vendas, nós queremos explicações para averiguar se os problemas existentes no Rio se repetem em outros Estados”, disse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.