Justiça indeniza dona de casa confundida com ladra

Marcelo Moreira

25 Julho 2008 | 16h18

Uma dona de casa será indenizada em R$ 20 mil por danos morais por ter sido presa por engano. A decisão é do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Ela passava em frente à Drogaria Araújo em Belo horizonte quando foi abordada por um segurança, que a acusou de roubo, e entregue à polícia. Na delegacia, o segurança reconheceu que se confundiu.