Ipem também fiscaliza pisca-piscas

Marcelo Moreira

09 de dezembro de 2008 | 21h01

Além de vistoriar brinquedos, a última fiscalização do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-SP) também analisou a qualidade das luzes de Natal vendidas em São Paulo e no Interior do Estado.

Dos 11.672 pisca-piscas analisados na Capital, 490 foram apreendidos por não possuírem o logotipo ou marca do fabricante no plugue do produto (conforme determina a Portaria 27 de 2000, do Inmetro).

O problema é que esses equipamentos são elétricos e, caso não tenham sido fabricados de acordo com as normas de qualidade, podem provocar acidentes. Todos os produtos apreendidos pelo Ipem serão inutilizados depois de 120 dias, contados da data da apreensão.