Ipem-SP interdita mais de mil pneus reformados

Marcelo Moreira

25 de agosto de 2009 | 22h06

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) interditou mais de mil pneus reformados irregulares, durante fiscalização em sete cidades do Estado. Oito lojas e seis reformadoras de pneus foram autuada.

Nenhuma das reformadoras de pneus visitadas pelos fiscais nas cidades de Campinas, Ribeirão Preto, São José do Rio Pardo, Mogi-Mirim e São João da Boa Vista tinha registro do Instituto de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) para a atividade e, por isso, foram autuadas. Nos locais, foram interditados 1.090 pneus reformados.

Na capital e em Franca foram verificados 1.838 pneus reformados, sendo que 35 foram apreendidos e 141 interditados para a venda. Os estabelecimentos podem receber multas, que variam de R$ 100 a R$ 50 mil.

“Continuaremos nossos esforços para reduzir ou até eliminar essas irregularidades, que representam a segurança do consumidor, além do seu prejuízo financeiro por adquirir produtos sem garantias”, diz o superintendente do Ipem-SP, Fabiano Marques de Paula.

Tendências: