Ipem faz operação contra óleos automotivos

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) reprovou nesta segunda-feira, por erros quantitativos, seis (10,34%), dos 58 lotes de óleos lubrificantes e produtos de limpeza automotivos verificados.

Marcelo Moreira

21 de junho de 2010 | 18h40

Marcelo Moreira

Em operação especial realizada nesta segunda-feira o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) reprovou por erros quantitativos seis (10,34%), dos 58 lotes de óleos lubrificantes e produtos de limpeza automotivos verificados.

A “Operação Ouro Negro”, que tem como objetivo intensificar a fiscalização para proteger o consumidor de possíveis erros na quantidade de produto informada na embalagem encontrou irregularidades em óleos lubrificantes examinados nos laboratórios do Ipem-SP em Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e São Paulo.

Em São José dos Campos o erro foi encontrado em produto para limpeza de veículos. Em Bauru, São Carlos e São José do Rio Preto nenhuma irregularidade foi encontrada.

Em operação semelhante realizada em 2009, o Ipem-SP  analisou 62 lotes de óleos lubrificantes e três (6,9%) apresentaram erros na quantidade indicada.

Empresas autuadas devem retirar do ponto de venda os produtos irregulares e têm dez dias para apresentar defesa à Procuradoria Jurídica do Ipem, que definirá multa que varia de R$ 100 a 50 mil, dobrando na reincidência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: