Instituto internacional elege as piores empresas do mundo em 2008

Marcelo Moreira

09 de dezembro de 2008 | 21h11

A Consumers International, entidade internacional de defesa do consumidor, anunciou os “vencedores” do “Prêmio Piores Empresas 2008”, que destaca marcas mundiais por comportamentos irresponsáveis nos últimos 12 meses.

A campanha tem como objetivo chamar atenção para os direitos dos consumidores e ressaltar a necessidade de fiscalização e esclarecimento sobre os direitos dos cidadãos nas relações de consumo.

Os eleitos deste ano foram: Tesco (rede de supermercados), por silenciar críticas; a parceria entre Kellogg’s e Lego, por ocultação de perigo óbvio (doces no formato dos bloquinhos de montar, o que pode levar crianças a tentar ingerir os brinquedos de plástico); Eli Lilly (laboratório farmacêutico), por overdose de marketing; Samsung por ocupação secundária (é associada a empresas que fabricam tanques de guerra); e Toyota, por publicidade contraditória ao dizer em slogan que o carro é aquele que a natureza quer – quando se sabe que qualquer automóvel traz impacto ambiental.