Insegurança em ônibus e o direito do passageiro

crespoangela

10 de novembro de 2006 | 21h09

Texto de Maíra Teixeira

Como é que se sente um passageiro dentro de um ônibus seqüestrado? A pergunta é inusitada, mas muita gente deve estar se perguntado isso por causa do seqüestro do ônibus no Rio de Janeiro, ocorrido no dia 10/11. Os passageiros ficaram reféns por horas e o episódio só acabou quando o Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar do Estado cercou e invadiu o ônibus, que estava às margens da Rodovia Presidente Dutra, em Nova Iguaçu. Em seguida, o seqüestrador se rendeu e deixou o veículo sem trocar tiros com os policiais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.