Inflação do aluguel: maior alta desde 2002

Resultado do índice que reajusta valor de locações superou previsões e ficou bem acima da alta de 0,47% apurada um mês antes. Alta do minério de ferro é considerada a vilã da disparada dos preços na primeira prévia de junho

Marcelo Moreira

11 de junho de 2010 | 15h52

Alessandra Saraiva – Agência Estado

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou para 2,21% na primeira prévia de junho, ante alta de 0,47% em igual prévia do mesmo índice no mês passado, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O aumento de 2,21% foi o mais intenso, para uma primeira prévia, desde dezembro de 2002, quando a prévia do indicador subiu 2,61%.  

A taxa anunciada nesta sexta-feira, 11, ficou bem acima do teto das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado, que esperavam uma elevação entre 0,63% e 1,90%, com mediana das expectativas em 0,96%. Até a primeira prévia de junho, o índice acumula aumentos de 7,11% no ano e de 6,59% em 12 meses.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.