Indicação errada de livraria rende indenização a consumidor

Marcelo Moreira

11 de janeiro de 2010 | 21h53

Um consumidor que adquiriu livros jurídicos desatualizados (por indução de vendedor da livraria) será restituído por decisão da Justiça do Distrito Federal (TJ-DFT). Pela sentença do juiz do 7º Juizado Especial Cível de Brasília, a Livraria Academia Ltda – Livros Jurídicos – terá de devolver os R$ 331 gastos pelo autor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.