Inadimplência das classes A, B e C aumenta

Marcelo Moreira

29 de janeiro de 2010 | 22h58

A crise econômica mundial de 2009 ajudou a elevar a inadimplência entre os consumidores com renda mensal acima de R$ 2 mil, integrantes das classes A, B e C.

De acordo com dados divulgados hoje pela TeleCheque, pessoas com esse perfil representam 52,71% dos inadimplentes.

Em relação a 2008, quando o porcentual de participação da classe alta era de 43,1%, o índice subiu 22,3%. A inadimplência entre os consumidores que ganham menos de R$ 2 mil por mês caiu 23,96% em relação a 2008.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.