Imobiliária é condenada por uso indevido de documento de clientes

Marcelo Moreira

12 de fevereiro de 2010 | 22h44

Um casal receberá R$ 3 mil de indenização por danos morais da José Humberto Gomes (Imobiliária Chapadão), que utilizou o CPF do cliente apresentando-o como possuidor de um imóvel do qual ele era apenas fiador, o que gerou problemas junto à Receita Federal. A decisão é do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Tendências: