Greve nos Correios. E como ficam os pagamentos?

crespoangela

18 de setembro de 2007 | 14h14

O consumidor deve ficar atento às contas que estão para vencer nos próximos dias. Caso os boletos ainda não tenham sido entregues pelos Correios, a pessoa precisa procurar a empresa para acertar uma nova forma pagamento.
Segundo o Procon (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor), diante do quadro de greve dos Correios, as empresas que enviam as cobranças por correspondência postal são obrigadas a oferecer outra forma de pagamento e que seja viável para cada consumidor (internet, fax, sede da empresa, depósito bancário entre outras). Devem, ainda, divulgar amplamente as alternativas disponíveis, informou o órgão.
Já quem usou os serviços dos Correios e não foi atendido na forma contratada deve negociar eventual ressarcimento ou abatimento do valor pago. Não havendo solução, o contratante deve procurar um órgão de defesa do consumidor. Já o correntista que aguarda cartões bancários ou outros documentos deve procurar sua agência.

Fique alerta
– Se as contas estão para vencer e os Correios ainda não as entregaram, a empresa deve oferecer ao cliente outra forma de pagamento
– A greve não isenta o consumidor de pagar seus débitos até o vencimento, caso ele não receba o boleto no dia programado