Gaste menos na tarifa bancária

Marcelo Moreira

24 de setembro de 2008 | 16h40

FABRÍCIO DE CASTRO JORNAL DA TARDE

É possível gastar menos com as tarifas dos serviços bancários. Ranking elaborado pelo JT com base em dados compilados pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) mostra que Itaú, Caixa Econômica Federal e Nossa Caixa são, atualmente, as instituições financeiras que cobram as tarifas avulsas mais baratas.

O levantamento considerou apenas os nove bancos mais populares e os serviços mais utilizados pelos clientes. No topo, aparece o Itaú, que tem seis tarifas mais baratas de um total de 15 analisadas. A Caixa Econômica Federal aparece em segundo lugar, com cinco.

Em alguns casos, as diferenças surpreendem. O Unibanco, por exemplo, aplica uma taxa de R$ 120 para a confecção de cadastro para início de relacionamento, enquanto o Bradesco não cobra um centavo pelo procedimento.

Na renovação do cadastro, Real e Santander cobram R$ 48, enquanto a Nossa Caixa cobra R$ 20 – o valor mais baixo da tarifa, conforme indica o ranking.

O pagamento dessas tarifas, porém, está condicionado ao tipo de relação que o cliente tem com o banco. Desde o fim de abril, quando entraram em vigor as novas regras de padronização de taxas, o consumidor ganhou mais opções.

Serviços essenciais

O assessor técnico Ademiro Vian, da Febraban, explica que alguns serviços são considerados essenciais e, por isso, não há cobrança. Esse é o caso da realização de até quatro saques ou da retirada de até dois extratos por mês, em terminais de auto-atendimento.

“Se a pessoa ficar dentro do que os serviços essenciais prevêem, ela não vai pagar nada”, argumenta Vian. Quem utilizar mais do que o previsto, no entanto, paga o valor das tarifas avulsas.

O consumidor pode ainda optar pelo chamado pacote padronizado, que deve ser oferecido obrigatoriamente em todos os bancos. Nesse caso, ele pagará uma tarifa mensal que também dá direito a uma série de serviços.

O pacote permite, por exemplo, até oito saques por mês. “Nesse caso, a pessoa que utilizar o saque nove vezes terá que pagar uma tarifa avulsa, de acordo com a tabela vigente do banco.”

Outra opção é escolher um pacote formatado pelo próprio banco. Novamente, se o cliente superar o limite de utilização de algum serviço, ele terá que pagar as tarifas avulsas. “A pessoa precisa avaliar se a opção atende ao seu perfil de consumo”, resume Vian.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.