Fiat convoca 52.474 Stilo para trocar cubo de roda

Marcelo Moreira

12 de março de 2010 | 21h34

MARCELO FENERICH – JORNAL DO CARRO – JORNAL DA TARDE

A Fiat divulgou comunicado convocando 52.474 unidades do Stilo às oficinas. A partir da próxima quinta-feira, dia 18, os proprietários dos modelos sem freios ABS fabricados entre 13 de abril de 2004 e 9 de março de 2010 devem comparecer a uma oficina autorizada para trocar os cubos de ferro fundido das rodas traseiras por peças de aço forjado. O recall envolve veículos com números de chassi de 3025720 a 3098841.

Com a convocação, a Fiat atende a uma determinação do Departamento de Proteção de Defesa do Consumidor (DPDC). Na terça-feira, o órgão havia informado que a empresa seria obrigada a fazer o recall para substituir a peça.

O DPDC interpretou que vários acidentes envolvendo o veículo, que teriam sido provocados pelo desprendimento da roda, ocorreram em razão do tipo de material utilizado pela fabricante de Betim (MG). Há registro de mais de 30 casos, com oito mortes.

“Esse prazo (até o dia 18) é suficiente para que toda a nossa rede receba as peças e saiba como agir”, diz o assessor técnico da Fiat, Carlos Henrique Ferreira. De acordo com ele, a empresa agiu rapidamente. “Em menos de uma semana conseguimos levantar o número de carros envolvidos.”

Ferreira afirma que, de posse do laudo detalhado do Cesvi (que apontou a quebra do cubo como responsável pelos acidentes), a fabricante dará início às discussões técnicas. “Sabemos que as peças utilizadas no modelo não apresentam defeito.”

O recall deve ser agendado em uma concessionária da marca ou em oficinas credenciadas. Em caso de dúvida, o cliente deve entrar em contato com a empresa pelo telefone 0800-7071000 (grátis) ou pelo site www.fiat.com.br.

Insatisfação

Para o advogado especialista em relações de consumo José Eduardo Tavolieri, que representa uma ação contra a Fiat com dois beneficiários, essa providência deveria ter sido tomada independentemente da intervenção do DPDC. “As entidades já perderam a paciência com a Fiat.”

Tavolieri conta que sua cliente, Maria Dolores, perdeu a mãe e o filho de 9 anos num acidente com seu Stilo. Segundo ele, a ação pleiteia R$ 4 milhões de indenização.

Em junho de 2008 o DPDC instaurou procedimento para averiguar os problemas no Stilo, após receber informações sobre a ocorrência de mais de 30 acidentes em que as rodas se soltaram com o carro em movimento. A empresa nega a existência do defeito nas rodas. Por isso, foi multada em quase R$ 3,2 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:

FiatRecallStilo

Tendências: