Faculdade 'suja' nome indevidamente de aluno e é condenada

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) condenou a Fundação Universidade do Vale do Itajaí (Univali) a devolver os valores de taxas pagos por um aluno que teve o nome indevidamente posto em órgão de proteção ao crédito

Marcelo Moreira

20 de outubro de 2010 | 13h02

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) condenou a Fundação Universidade do Vale do Itajaí (Univali) a devolver os valores de taxas pagos por um aluno que teve o nome indevidamente posto em órgão de proteção ao crédito. A instituição ainda deverá pagar ao cliente uma indenização por danos morais no valor de R$ 5 mil.

Tudo o que sabemos sobre:

indenizaçãonome sujoUnivali

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.