Excesso de exigências contratuais rendem indenização

Marcelo Moreira

16 de março de 2011 | 16h53

A Administradora de Consórcio Nacional Honda e a Mercantil Pollux (Honda Motos) foram condenadas a indenizar uma deficiente visual em R$ 5 mil, por danos morais. Para aprovar um empréstimo, a empresa fez exigências, como carta de solicitação de crédito, assinada por duas testemunhas e por um representante legal.

Mais conteúdo sobre:

Hondaindenização