Escola mente sobre lesão e é condenada

Escola é condenada pela Justiça a indenizar mãe de aluna que foi mordida por outra criança dentro do estabelecimento. A pena não decorre do fato de ter havido a mordida, mas pelo fato de o estabelecimento ter mentido em bilhete ao informar que a lesão ocorreu por causa de uma queda

Marcelo Moreira

30 de maio de 2011 | 16h28

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJ-DFT) manteve a sentença do juiz de primeiro grau que condenou instituição de ensino ligada à Congregação das Filhas de Nossa Senhora do Monte Calvário a pagar indenização de R$ 1,5 mil à mãe de aluna que foi mordida no parquinho da escola.

A pena não se refere à mordida dada por outra criança, mas porque o colégio mentiu em bilhete, informando que a lesão havia sido causada por queda da criança.

Mais conteúdo sobre:

indenização