Erro médico rende indenização no RS

Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (Celsp) – que passou a ser a nova denominação da Ulbra Saúde – e um médico foram condenados a indenizar uma consumidora por erro médico durante cirurgia simples

Marcelo Moreira

01 de agosto de 2010 | 14h02

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou a Comunidade Evangélica Luterana São Paulo (Celsp) – que passou a ser a nova denominação da Ulbra Saúde – e um médico a indenizarem uma consumidora em R$ 120 mil, em valor a ser corrigido monetariamente a partir da data da decisão.

A condenação é por erro médico ocorrido no Rio Grande do Sul contra a cliente, que foi internada para fazer coleta de material num dos seios e teve as duas mamas retiradas sem o seu consentimento

Tudo o que sabemos sobre:

erro médicoindenizaçãoUlbra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: