Erro médico rende indenização em MG

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou uma médica obstetra e o Hospital Cesar Leite, de Manhuaçu, zona da mata mineira, a indenizar por danos morais um casal no valor de R$ 85 mil, pela morte do seu filho recém-nascido

Marcelo Moreira

24 de agosto de 2010 | 16h00

A 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou uma médica obstetra e o Hospital Cesar Leite, de Manhuaçu, zona da mata mineira, a indenizar por danos morais um casal no valor de R$ 85 mil, pela morte do seu filho recém-nascido.

O casal alega que deu entrada no hospital, quando a mulher sentia dores e já estava no tempo máximo da gestação. O primeiro médico que a atendeu constatou que ela já se encontrava em trabalho de parto. No entanto, ela ficou mais de 70 horas aguardando o procedimento.

Tudo o que sabemos sobre:

erro médicoindenização

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: