Empresas impõem restrições a produto importado

Marcelo Moreira

17 de agosto de 2009 | 19h02

LIGIA TUON – JORNAL DA TARDE

A Sony Brasil, empresa responsável pelo suporte dos produtos fabricados e comercializados pela matriz japonesa no País, afirmou que os produtos da marca que são adquiridos no exterior ou comprados de importadores não são cobertos pela garantia oferecida em território brasileiro.

Para os produtos importados, a Sony Brasil dá o suporte, assistência técnica e reparo – desde que sejam da mesma linha de produtos comercializados no Brasil e mediante a aprovação de orçamento.

Já a HP informou que o termo de garantia que acompanha os produtos da marca estabelece que é possível oferecer suporte a um produto que tenha sido adquirido em outro país desde que exista uma empresa subsidiária da HP no Brasil.

Segundo o fabricante, produtos adquiridos em outros países e que não tenham sido lançados no mercado local não possuem suporte nem garantia no Brasil, mesmo que o cliente tenha a nota fiscal de compra e tenha pago todos os impostos referentes ao equipamento.

Ainda de acordo com a empresa, sempre que um cliente contatar a HP procurando o atendimento dentro da garantia, deverá enviar o termo do produto para análise. Se no documento estiverem as condições exigidas para o conserto mesmo que o produto não seja comercializado no Brasil, “o cliente será direcionado ao país de origem”.

A HP ainda se dispõe a auxiliar o cliente a acessar o call center do país onde o produto foi adquirido. Se o modelo foi lançado no Brasil e o cliente apresentar a nota fiscal de compra e também comprovar que os impostos foram pagos, a garantia será honrada e o tempo de reparo “será o mesmo para os produtos em garantia adquiridos localmente”, de acordo com informações da companhia.

Tendências: