Empresas dizem investir na melhoria dos serviços

Marcelo Moreira

13 de dezembro de 2011 | 12h21

Saulo Luz

O Grupo Mabe, proprietário das marcas GE, Continental e Dako, um dos mais reclamados, respondeu de forma genérica às informações contidas no Barômetro de Produtos. Informa que vê como “positivo o pacote de medidas anunciadas pelo governo federal, onde inclui incentivos para estimular o consumo e diminuir os impactos da crise financeira no crescimento do País”. Neste momento, a empresa diz estar “avaliando os impactos das medidas no processo interno e as ações necessárias para atender os clientes da melhor forma, assim como as consequências da saída dos incentivos após março de 2012”.

A Ricardo Eletro informa que criou canais de comunicação com o Procon para acelerar a resolução das reclamações, o que já mostra resultados importantes: o número de queixas em setembro recuou 40% na comparação com agosto, e 22% em outubro em relação ao mês anterior.

A empresa informa, por meio de nota, que “investiu na transferência da ligação em até 60 segundos para atendimento definitivo da demanda, no tratamento imediato das informações solicitadas pelo consumidor, na resolução das reclamações dentro do prazo de quatro dias úteis (salvo casos que dependam de levantamento mais aprofundado) e no tratamento imediato para solicitações de cancelamento e maior exposição dos formulários de cancelamento através do site”.

Depois dessas medidas, “foi observada uma redução de cerca de 90% no volume de reclamações por dificuldade em falar com a empresa”. Por fim, a Ricardo Eletro diz que triplicou o tamanho do centro de distribuição e dobrou a quantidade de funcionários no último ano, para adequar sua estrutura à demanda.

A Whirlpool, grupo proprietário das marcas Brastemp, Cônsul e do site Compra Certa (que só vende produtos das marcas) não respondeu ao Jornal da Tarde. A Electrolux não se manifestou. A Casas Bahia informa ter elaborado diversas propostas para uma solução amigável com o consumidor Antonio Lopes da Silva, mas o cliente não aceitou e decidiu aguardar uma decisão judicial.

Tendências: