Empresa de telefonia é condenada a indenizar clientes que tiveram linhas clonadas

Marcelo Moreira

29 de janeiro de 2010 | 23h10

A 26ª Vara Cível do Fórum Clóvis Beviláqua (Tribunal de Justiça do Ceará) condenou a empresa de telefonia BSE S.A. – Claro a indenizar os consumidores que comprovadamente sofreram danos com a clonagem de linhas e aparelhos telefônicos. A Ação Civil Pública foi impetrada pelo Ministério Público do Estado do Ceará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.