Empresa aérea é condenada por impedir embarque com equipamento esportivo

Marcelo Moreira

03 de abril de 2009 | 19h27

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou a Gol Linhas Aéreas a indenizar um passageiro e sua família em R$ 4.459,24 por danos morais e materiais. Pelo processo, a empresa impediu os passageiros de embarcarem, sob a alegação de não pagamento de uma taxa extra, atribuída ao transporte de bolas de boliche.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.