Em São Paulo, 16 mil pedem para mudar de operadora

Marcelo Moreira

11 de março de 2009 | 17h29

GERUSA MARQUES – AGÊNCIA ESTADO

Com uma semana de implantação da portabilidade numérica em São Paulo e região metropolitana, 15.995 pessoas pediram para mudar de operadora e manter o número de telefone. Segundo balanço divulgado hoje pela ABR Telecom, entidade responsável pela implantação da portabilidade no Brasil, 11.808 pedidos referem-se à telefonia celular e 4.187 são de telefones fixos.

Em sete dias, 3.801 clientes já migraram de operadora nas cidades atendidas pelo DDD 11, que engloba a capital paulista e 63 municípios de São Paulo. Estas cidades foram as últimas a serem beneficiadas pela portabilidade, que começou a ser implantada no Brasil em setembro do ano passado.

Nestes seis meses, segundo a ABR Telecom, 623.940 clientes da telefonia em todo o País pediram para mudar de operadora e permanecer com o número de telefone. Deste total, 405.291 já fizeram a migração, sendo 271.813 clientes da telefonia celular e 133.478 assinantes de telefonia fixa.

A portabilidade deve ser pedida pelo usuário à operadora para a qual ele deseja migrar e a transferência só pode ocorrer dentro da mesma modalidade de serviço: de celular para celular e de fixo para fixo. Pelas regras, o pedido tem que ser atendido em até cinco dias úteis.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.