Eletropaulo: adiada a revisão de tarifa

Marcelo Moreira

30 de junho de 2011 | 17h32

Carolina Marcelino

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) adiou a revisão das tarifas cobradas pela AES Eletropaulo, segunda maior distribuidora de energia elétrica no País. A agência informou que as tarifas serão mantidas até a publicação da metodologia definitiva do terceiro ciclo de revisões tarifárias.

A revisão é realizada a cada quatro anos para garantir que os valores cobrados pelo serviço não sejam abusivos. Hoje, para calcular o valor da conta, o cliente deve multiplicar o resultado do consumo x tarifa, ou seja, kWh x 0.29651. Impostos, encargos setoriais e de transmissão também são incluídos na conta final ao consumidor.

O último reajuste tarifário realizado pela AES Eletropaulo foi em junho de 2010. Na época, os clientes residenciais tiveram aumento de 1,03% na conta. Já os clientes residenciais de baixa renda tiveram redução de 6,5%. Em média, os consumidores em geral tiveram um acréscimo de 0,9% em suas contas.

A revisão da empresa, que aconteceria em junho, foi adiada para 4 de julho. Logo depois, companhias de todos o país também terão as tarifas revisadas. São elas: Centrais Elétricas do Pará (Celpa), Elektro Eletricidade e Serviços (Elektro), Bandeirante Energia (Bandeirante) e Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL -Piratininga). Em nota, a AES Eletropaulo afirmou que irá aguardar a definição da metodologia da Aneel para comentar o caso.

Intervenções

Especialistas em defesa do consumidor acompanham de perto as intervenções que a Aneel possa fazer na concessionária. Isso porque no dia 07 de junho de 2011, milhares de casas ficaram mais de 48 horas sem energia elétrica em São Paulo, após um forte temporal que atingiu o Estado.

A empresa nega falta de investimentos, mas a Fundação Procon- SP defende que o problema ocorreu por irresponsabilidade na estrutura.

Os consumidores que tiveram prejuízos têm até 90 dias para manifestar pedido de indenização. Para agilizar o processo, funcionários da companhia estão entregando os formulários porta a porta aos moradores.

Tudo o que sabemos sobre:

AES EletropauloEletropaulo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.