Cuidado com o rombo no cartão de crédito

Marcelo Moreira

03 de setembro de 2008 | 22h34

CAROLINA DALL’OLIO – JORNAL DA TARDE

Todos os dias, 36 mil novos cartões de crédito chegam ao mercado. De acordo com a pesquisa realizada pela Itaucard, cerca de nove milhões de cartões de crédito foram emitidos entre janeiro e agosto deste ano – é como se todos os moradores do bairro paulistano do Morumbi ganhassem um novo cartão por dia. “É um crescimento impressionante, que supera nossas melhores expectativas”, afirma Fernando Chacon, diretor de Marketing do Itaú.

O número representa um aumento de 16,4% em relação ao mesmo período de 2007, quando eram emitidos diariamente cerca de 31 mil novos cartões. Mais unidades no mercado fizeram com que o número de transações e o faturamento do setor também subissem.

Com a média de gastos de R$ 77,1 por compra e 1,803 bilhão de transações já realizadas no ano, o volume de recursos movimentados com cartão de crédito já chega a R$ 223,5 bilhões em 2008. É quase 22% mais que os R$183,2 bilhões de todo o ano passado.

Veja algumas dicas para evitar um rombo no orçamento por causa do cartão de crédito:

  • Os especialistas lembram que comprar com cartão só é bom negócio se o consumidor se assegurar de que terá condições de pagar a fatura em dia

  • Os juros do sistema rotativo do cartão são altíssimos – chegam, em alguns casos a 16% ao mês

  • Os especialistas em finanças sempre recomendam que o consumidor compre tudo à vista

  • Porém, quando não é possível quitar a compra no ato, o parcelamento no cartão se torna uma alternativa vantajosa

  • Muitos estabelecimentos dão a opção de parcelamento sem juros, em até 12 vezes

  • Mas, mesmo com essas vantagens, é preciso tomar cuidado para não se descontrolar

  • Calcule todos os seus gastos e veja qual sua renda extra

  • Não comprometa todo o valor e marque as parcelas como despesa mensal, para não esquecer que terá de pagá-las no prazo

  • Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.