Cuidado ao comprar produtos juninos

Marcelo Moreira

11 de junho de 2009 | 19h45

SAULO LUZ – JORNAL DA TARDE

Fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) reprovaram 6 dos 72 lotes (8,3%) de produtos consumidos em festas juninas durante a operação de fiscalização “Santo Antonio” realizada esta semana.

O resultado é melhor do que o do ano passado, quando os lotes reprovados chegaram a 12,5%. O resultado de 2009 não é preocupante, mas técnicos do instituto afirmam que o índice mostra que o consumidor precisa estar atento.
Na capital paulista, o maior problema foi detectado nas 14 amostras de uma marca de gelatina coberta de chocolate de 200 gramas. Em média, faltavam 7,50 gramas (3,75%) em cada unidade. Outro erro grave foi encontrado em unidades de doce de banana de 800 gramas.

Das 20 amostras inspecionadas, seis tinham menos quantidade do que o indicado na embalagem, sendo que o maior erro foi a falta de 24 gramas. As mercadorias foram examinadas simultaneamente nos laboratórios de São Paulo, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos e São José do Rio Preto.

Interior ]

Em São José do Rio Preto, o maior problema foi a falta em média de 13,40 ml (-1,52%) do em 14 amostras de sangria de vinho tinto suave. O maior erro foi uma amostra que faltava 18,10 ml da bebida.

Em Bauru, as irregularidades ficaram com falta de unidades em caixas de fósforos de cor. No ano passado, em fiscalização semelhante, o Ipem-SP analisou 120 lotes e 15 (12,5%) foram reprovados, por terem menos produto do que o citado na embalagem.

Segundo o Ipem-SP, as empresas autuadas devem retirar os lotes dos produtos irregulares dos pontos de venda e apresentar defesa ao Ipem-SP. “Após o fim do prazo de defesa de dez dias, o departamento jurídico define a aplicação da multa que pode variar de R$ 100 a 50 mil, dobrando na reincidência”, diz Neusa dos Santos, do núcleo de fiscalização de produtos pré-medidos do Ipem-SP.

Ela lembra que o consumidor tem o direito de conferir se as medidas (peso ou quantidade) do produto são as mesmas indicadas na embalagem. “Isso serve não só para produtos para festa junina. Antes de comprar, o consumidor deve fazer uma verificação utilizando a balança do próprio estabelecimento.

Se perceber algum problema, deve denunciar ao Ipem-SP”, conta. Denúncias podem ser feitas ao órgão pelo telefone da ouvidoria (0800-013-0522), de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou pelo e-mail ouvidor-ipem@ipem.sp.gov.br.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.