Crescem casos de golpe com seguros

Marcelo Moreira

02 de março de 2010 | 22h42

 MARÍLIA ALMEIDA – JORNAL DA TARDE
 

Os casos relacionados a golpe [/IP8,0,0]de seguros aplicados por ‘corretores’, que podem ser falsos profissionais, continuam em alta de acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep). Em janeiro, foram 164 casos no País, crescimento de 48,78% com relação ao mesmo mês do ano passado.

Em 2009, foram 1.832 casos, e o número de ocorrências chegou a 274 apenas no mês de junho. O setor estima que 50% dos casos aconteçam em São Paulo.

Geralmente, os ‘corretores de seguro’ oferecem grandes descontos e resgate de quantias e acabam ou passando apenas uma parcela do valor à operadora – o que termina no cancelamento do contrato por falta de pagamento – ou pedem para que a vítima faça um depósito antes de receber o valor.

Os principais alvos são ex-segurados, sejam idosos, viúvas e pessoas sem conhecimento do produtos e do mercado. A Susep lembra que o segurado só tem direito a resgates enquanto ainda estiver pagando pelo plano, bem como prêmios especiais. Além disso, é necessário desconfiar de descontos 40% mais baixos que o praticado pelo mercado.

Geralmente, os golpes praticados pelos estelionatários estão ligados a planos de seguro de vida, que o segurado, em algum momento da vida, já possuiu.

Uma solução simples para escapar desse tipo de armadilha é desconfiar do corretor de seguros que oferece as vantagens, mesmo que ele apresente a carteirinha de registro profissional, que pode ser falsificada. Geralmente, os estelionatários também não fornecem números fixos e endereço do escritório. Peça esses números e não aceite apenas celular e e-mail, que impedem que seja rastreado.

No site do Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo (www.sincorsp.org.br) há o ícone ‘Encontre seu Corretor’, onde o consumidor pode fazer a busca pelo suposto corretor ao inserir o registro profissional fornecido.

Esse dado também pode ser checado no site da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados (Fenacor).
O Sindicato dos Contadores de Seguros Privados de São Paulo tem o número 0800 11 4999 para consultas de habilitação profissional de corretores e denúncias.

No site da Superintendência de Seguros Privados (www.susep.gov.br) é possível consultar as seguradoras em atividade no País. A Susep também disponibiliza o 0800 021 8484 para atendimento ao público.

“Os casos que chegam até a instituição são poucos. Mesmo assim, criamos um código de ética em 2008 para venda de seguros, que tem adesão espontânea dos profissionais.

Em troca, eles recebem um selo de qualidade dos serviços prestados que também orienta o consumidor na hora de contratar o plano”, diz Danilo Sobreira, assessor da diretoria da Fenacor. Dos 28 mil corretores existentes no Estado, 42 tiveram seu registro cassado em 2009.

Tudo o que sabemos sobre:

golpegolpe segurosgolpesseguros

Tendências: