Consumindo menos, brasileiro prefere pagar dívidas

É o que revela a Confederação Nacional do Comércio nesta terça-feira ao anunciar as pesquisas nacionais de Endividamento e Inadimplência do Consumidor e de Intenção de Consumo das Famílias

Marcelo Moreira

23 de junho de 2010 | 16h14

Alessandra Saraiva

As famílias brasileiras estão com menos apetite para consumir, mas estão conseguindo reduzir suas dívidas. É o que revelou a Confederação Nacional do Comércio (CNC) hoje ao anunciar as pesquisas nacionais de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Nacional) e de Intenção de Consumo das Famílias ICF-Nacional.

Segundo a CNC, a Intenção de Consumo das Famílias fechou o segundo trimestre com queda de 2,0% na comparação com o primeiro trimestre deste ano. Entre os destaques negativos, está a queda na intenção de consumo de bens duráveis, de 6,7%, para o mesmo período.

Entretanto, a pesquisa sobre endividamentos revela que o porcentual de famílias com dívidas caiu expressivamente, de 58,7% em maio para 54,0% em junho. A mesma pesquisa revela que o indicador que mede a inadimplência também diminuiu, de 8,5% para 7,8% de maio para junho.

O universo das duas pesquisas abrange todas as capitais e no Distrito Federal, com entrevistas de 17.800 consumidores.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: