Conflito de dados não regularizados impede portabilidade numérica para celulares

Marcelo Moreira

25 de dezembro de 2009 | 22h49

Segundo orientação da Fundação Procon-SP, antes de solicitar a transferência para outra operadora, os consumidores devem conferir se os dados da linha (endereço, número, nome e dados do assinante) estão corretos e regularizar a situação.

Se não fizerem isso, ficarão impossibilitados de usufruir dos benefícios da portabilidade, já que o procedimento impede que clientes com dados muito antigos ou errados consigam transferir a linha.

Apesar disso, o órgão alerta que o consumidor jamais deve solicitar o cancelamento da linha para a operadora da qual deseja sair para depois contatar a nova empresa. Se fizer isso, o consumidor corre o risco de perder definitivamente o número.

Isso acontece porque a linha telefônica já terá sido cancelada quando a nova operadora formalizar a migração da antiga.

O correto é o cliente que deseja mudar de operadora comunicar apenas a nova empresa com a qual terá a nova prestação de serviço.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.