Cobranças indevidas rendem indenização

Marcelo Moreira

12 de janeiro de 2012 | 16h25

O Tribunal de Justiça do Ceará condenou a Claro a restituir, em dobro, o valor cobrado indevidamente de uma empresa, que após cancelar o plano com a operadora, continuou recebendo cobranças que totalizaram R$ 27.980,94. No fim do processo, a Claro reconheceu os erros de tarifação calculados na conta indevida.

Mais conteúdo sobre:

Claroindenização