Cheques sem fundos batem recorde em março, aponta Serasa

Marcelo Moreira

23 de abril de 2009 | 18h49

GUSTAVO URIBE – AGÊNCIA ESTADO

O número de cheques devolvidos em pagamentos à vista e a prazo atingiu em março o maior nível dos últimos 18 anos, mostra o indicador da empresa de análise de crédito Serasa Experian.

A média de 24,6 cheques devolvidos para cada 1 mil compensados em todo o País, o que representa um total de 2,75 milhões de cheques sem fundos, foi recorde desde o início da pesquisa, em 1991. O recorde anterior havia sido registrado em março de 2006 – 24,3 cheques devolvidos a cada 1 mil compensados.

A quantidade de cheques devolvidos subiu 6% em relação a fevereiro, quando o índice foi de 23,2 cheques para cada 1 mil compensados. Na comparação com março do ano passado (média de 20,8 por mil compensados), o número de cheques devolvidos foi 18,3% maior.

Já no acumulado do primeiro trimestre, foi registrada uma média de 23,6 cheques devolvidos para cada 1 mil compensados, um incremento médio de 19,2% ante 2008. No primeiro trimestre de 2008, foi observada uma média de 19,8 cheques sem fundos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.